Conto de fadas do século XXI

compartilhar:
" class="btn btn-social-icon post-share-btn">

Era uma vez, em um país muito distante, um sapo barbudo. Um belo dia, o batráquio em questão encontrou uma moça que lhe pareceu muito bonita. O problema é que sapos tem um cérebro de titica e não sobra muita capacidade mental pra processar imagens. Em resumo, a moça podia ser a miss universo ou feia pra dedéu. Mesmo assim trocaram dois dedos de prosa.

-olá, bela moça. O que você faz da vida?
-No momento, nada não.
-E o que fazia antes?
-Tomava conta do depósito de armas pra revolução das lagartixas vermelhas.
-Ah, que bom! E agora elas têm muitas armas e expandiram a organização?
-Não, perdemos tudo.
-Puxa vida! E o que fez depois disso?
-Montei uma loja de R$ 1,99 em artigos pra mariposas.
-E agora elas voam todas emperequetadas, não é?
-Não, eu fali antes.

O barbudo, percebendo o enorme potencial da moça, fez uma proposta:

-Bela rapariga, eu sou o rei do pedaço, e se você me beijar irá virar uma princesa.

Assim, a moça deu uma beiçada no sapo gosmento e se transformou em uma perereca. E juntos eles perderam todas as economias daquele povo e faliram a nação.

THE END.

o autor

Entre trabalhar muito e não fazer nada, encaixei mais uma atividade: escrever esses textos que tanto agradam quanto enfurecem.

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.